domingo, 7 de maio de 2017

Pedal 06-05-2017 São Miguel, Pulador, Estância Nova (Cachoeira), Pulador, São Miguel.

Localidade de Estância Nova
    Depois de exato um mês sem pedalar, hoje foi o dia de tirar as teias de aranha.
   A ideia inicial era pedalar sem forçar, pelo tempo parado, mas isso logo mudou, a estrada estava ótima, já que a algum tempo não recebem "obras de melhorias", e o corpo não estava reclamando do esforço.
Perdendo as ferramentas pelo caminho
   Logo que cruzei a ponte, para inciar a subida para Pulador ouvi um barulho de metal caindo ao chão, parei imediatamente e percebi que bolsa de selim estava aberta, voltei e havia perdido a alicate.

      Uma breve parada no cemitério do Pulador para uma água, e um trecho sem paradas até a cachoeira na localidade de Estância Nova, uma parada para algumas fotos, e um novo trecho longo, da cachoeira até em casa.


5 Minutos de relex para a volta.
    Também neste trecho de volta cruzei com vários bikers, uns indo a cachoeira, e mais a frente já próximo a entrada do Aeroclube, outros já retornando a Passo Fundo.
Início do retorno.

  Relive:




  No final a média caiu um pouco com um principio de cãibra nas pernas, e ficou em 18.8Km\h, boa parte do pedal foi acima de 19km\h.
No total foram 63 km em 3°21' de pedal, com um total de 3°40', sendo 21' parado, até que não foi tão ruim.
a cachoeira fica no meio desta grande baixada
  O Flyby foi movimentado, vale a pena dar uma conferida.














sábado, 8 de abril de 2017

Pedal 07-04-2017 São Miguel, Santa Gema, Bom Recreio(pneu), Encruzilhada Müller, Pulador, São Miguel.

Localidade de Bom Recreio 
   Com a previsão de chuva para sábado, resolvi antecipar o pedal do fim de semana com um percurso que já a algum tempo não o fazia.
Parque Morada do Sol
  O pedal seguia bem, em bom ritmo sem grandes esforços, mas na última subida para chegar na igreja da Santa Gema, vinha em um giro bom, mantendo o prato 42 e velocidade entre 23, 25km\h, quando ao retornar a posição sentado a bunda dançou a macarena, bom, parei imediatamente já sabendo o que havia ocorrido, trilho do banco quebrou, bom usando o ajuste além do recomendado, a possibilidade de quebra existe quando os trilhos são vagabundos.
Se foi...
  O reparo improvisado foi rápido, regular o banco um pouco mais a frente e apertar o trilho quebrado com a regulagem do canote, ficou bom, mas o 0,5cm da posição do banco mais a frente acabou prejudicando um pouco, principalmente nas subidas longas.
Pelo menos a paisagem compensava.
   Ao chegar na RS-153, transito forte de sexta feira, por ali uma breve pausa para o lanche.
RS-153, em um breve momento de calmaria
  O túnel verde do Bom Recreio sofreu "avarias" após o alargamento da estrada, muitas árvores foram derrubadas, nem da mais para chamar de túnel.
Era uma vez um túnel verde...
   O trecho entre Encruzilhada Müller e o Arroio Passo Do Erval recebeu "obras de melhorias", pedras enormes e soltas, dificultando até o transito de caminhão.
Chevrolet D60 puxando a safra de soja, só anda no trilho
   Na subida para Pulador, tive que sair da estrada duas vezes por "falta de espaço", a primeira, um caminhão, na segunda uma colheitadeira gigantesca, que ocupava toda a estrada, tive que entrar na valeta, e a mesma passar muito próximo.
Logo após nosso encontro.
  Próximo ao Tropeiro Camponês, encontrei um grupo de biker's indo a Pulador.
Por-do-sol próximo ao Aeroclube
Tumulto na entrada do Jaboticabal




 No total foram 61 Km, pedalados a 17.0 km\h, com total de 4°04', sendo 3°38' em movimento e 27' parado.
E por aqui me vou!








quinta-feira, 6 de abril de 2017

Pedal 01-04-2017 Transbrasiliana, Comunidade Fauth, Povinho Velho, Comercial Campestre

Transbrasiliana, em boas condições
    Passando o mês de março em branco, apenas corridas esporádicas.
Com o início da safra de soja, resolvi fazer um percurso para evitar as "obras de melhorias",que só piora, da prefeitura de Passo Fundo, o brique começou na BR-153, a Transbrasiliana, a estrada estava ótima, mas lógico, com a safra e o transito forte de caminhões, poeira foi inevitável.
Poeira na Transbrasiliana, normal para esta época.
   Mas ao sair da BR, e acessar a estrada para Comunidade Fauth, a desagradável surpresa, a prefeitura de Coxilha havia feito obras de "melhorias" padrão prefeitura de Passo Fundo, e ai ferrou, pedras soltas e muita poeira, em alguns trechos uma camada de mais de 10 centímetros do mais puro pó, parecia que estava pedalando na areia, pra cair não precisava muito.
Comunidade Fauth, para cair, não precisa muito esforço!
    Para se ter ideia de como estava ruim, o meu melhor tempo neste trecho é de 21'42", e agora foi de 39'11", a revirada de pedras diminuiu ao chegar no Cruzamento da Macumba, mas se estendeu até a RS-135.
Comunidade Fauth
   Logo após o Cruzamento das Emas, encontrei o pessoal do Ventos do Sul com um pneu furado, como não estavam precisando de nada para resolver o problema, segui em frente, encontrei mais alguns aguardando para o reagrupamento.
Divisa, Linha Camponesa \ Povinho Velho
    Mais a frente encontrei o pessoal do Pedal na Noite, se orientando para fazer uma volta diferente por Rincão das Quinas saindo na Encruzilhada Melo, e eu segui até o cemitério do Povinho Velho para pegar uma água e saborear o lanche, barra de cereais.
Passo do Cruz
  Dali o pedal seguiu tranqüilo e solitário, e proporcionando belas fotos do por-do-sol sobre Passo Fundo, já próximo ao Comercial Campestre.




     No total foram 64 km, e o que era pra ser uma média acima de 17km/h, ficou em 14.7km/h....
Cada vez mais raro de se ver, na Santa Maria










terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Pedal 18-02-2017 São Miguel, Bom Recreio, Encruzilhada Müller, Pulador, São Miguel.

em frente ao MST
    Depois de uns dias sem pedalar,e depois de apertar a tampa do cassete que caiu, um trecho leve pelo condicionamento ridículo.
   Passei por um grupo de 4 bikers na Curva dos Pinheiros.
Milagres acontecem
   A estrada que vai ao finado Zóca estava recebendo aquela revirada de pedras falcatrua, mas pasmem, estavam compactado logo após, o que deixou a estrada ótima, mas totalmente sem pedras, quando chover já sabe...
Encruzilhada Müller
   O trecho Em Ernestina, Encruzilhada Müller havia algumas partes ruins, principalmente na baixada no Arroio Passo do Herval, onde a ponte, está em péssimo estado, parte da base da ponte se foi nas últimas chuvas, por se tratar de uma ponte de limite entre municípios, a reforma vai demorar...
Encruzilhada Müller
   Bom, a vantagem da chuva foi que com o barro, acomodou as pedras e britas soltas na subida para Pulador.
Ponte no Arroio Passo do Erval
  No túnel verde próximo a entrada do Aeroclube cruzei por outro grupo de 4 bikers seguindo para a Megalópole.
Chegando em Pulador
   No início do pedal estava pedalando a uma media de 17.5, como não havia chegado nas subidas, decidi tentar pedalar a uma media de 17.0, foi sofrido mas deu para "atingir a meta, sem dobrar a meta".
   No total foram 46 km, a uma media de 17.1 km/h.



RELIVE